quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Cristãos perseguidos. E se fosse você ?



Por Aldo Vieira

Com o que temos nos preocupado nos últimos anos, ou séculos? Temos nos ocupado de tantos ventos de doutrina que tem nos dividido em muitas facções e também com o secularismo que varre o pensamento pós-moderno que não sobra muito tempo para se ocupar de Esmirna, a igreja que sofre perseguição pelo testemunho de JESUS.



Eu o desafio a tomar contato com essa realidade e permanecer neutro quanto a isso. Falamos e falamos que pertencemos ao Corpo de Cristo e muitos sermões foram pregados sobre I Cor. 12, 26 mas os dados nos informam que apenas cerca de 0,03% da igreja brasileira sabe que irmãos pertencentes ao mesmo Corpo sofrem perseguição pela fé em determinadas partes do mundo. Pais de família, quando não são sumariamente executados, são aprisionados por tempo indeterminado em prisões sem condições humanas nenhuma, privando suas famílias do sustento, meninas cristãs são raptadas de seus lares e obrigadas a casar com muçulmanos só para serem depois abandonadas e arruinadas numa sociedade arcaica e preconceituosa. Essa realidade está lá fora. Enquanto nossas prioridades são tornar nossos ministérios os mais visíveis possíveis ao mundo, pessoas como Ahmed tem que se manter escondidos por ter a cabeça a prêmio pelos radicais.

Eu o desafio a conhecer o ministério Portas Abertas e continuar priorizando vaidades que nada valem para levar a Igreja a ser o que ela foi projetada para ser: arma de ataque contra o inferno, pois JESUS disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra ela, ou seja, quem deve estar na posição de ataque somos nós, sempre, fomos criados para isso. Como membros do corpo, deveríamos pensar primeiramente em fortalecer a frente de batalha que se encontra em dificuldades e depois nos unir em outra frente. Isso é pensamento estratégico de guerra em alto nível, pois é disso que se trata, da mais alta batalha espiritual que se possa conceber. Faltam estrategistas em nosso meio e pessoas que se deixam consumir pela causa, como um Paulo, por exemplo. Che Guevara, consumido pelas chamas da paixão cega por uma causa perdida, abriu mão de tudo o que possuía e tomou seu lugar como guerreiro onde quer que fosse chamado a ajudar seus “camaradas”. Por uma causa humana perdida e falida. E nós? Porque não vemos tamanha abnegação em nosso meio? É confiança mesmo na vitória de Cristo ou só covardia mesmo?

Irmão André (fundador do Missão Portas Abertas) disse num encontro em Belém com cerca de 400 fundamentalistas islâmicos que eles nunca entenderiam o cristianismo enquanto os cristãos não vivessem a cruz de Cristo. Nada pode ser mais verdade. Os muçulmanos, quando olham para o Ocidente, veem sua marcha para a secularização e para a sensualidade, veem nossos filmes, músicas e danças, impregnados de desvios morais e associam isso tudo ao que se acostumou chamar CRISTANDADE, ou seja, ao conjunto de povos que dizem ter suas culturas e leis derivadas do cristianismo.

Autor: Aldo Vieira do blog Trincheira Espiritual
 
Mapa : Site http://www.portasabertas.org.br/  
Missão Portas Abertas.Servindo cristãos perseguidos.

4 comentários:

Pr. Gualter Guedes disse...

Prezamada irmã Ingrid

exclente BLOG e muito boa postagem. Como seria se nós fossemos os perseguidos, iríamos olhar para o lado e pedir socorro.

peço permissão para seguir o seu blog

A Paz do Senhor

Pr. Gualter Guedes

Ana claudia Stelet Moreno da Silva disse...

Olá! Graça e paz. Passando para conhecer seu espaço, benção pura e parabéns pelo excelente conteúdo. Que o Deus de toda a graça te aperfeiçoe , confirme e estabeleça para asua glória. Se quiser nos visitar será uma alegria.
blogdamulhercrist.blogspot.com

Fabiane disse...

Querida Ingrid,

Estava lendo suas postagens e gostei muito dos textos, especialmente este dos cristãos perseguidos e do vídeo logo abaixo. É grata surpresa encontrar um blog como o seu, com uma visão tão lúcida da realidade. Continue assim!! Esperamos novas postagens, com textos de sua autoria, quem sabe... Que a paz do Senhor esteja convosco.

Ingrid disse...

Obrigada Fabiane pela sua visita. Volte sempre.

No amor de Cristo, sempre.